Destaques
Deixar ├ę Amar - Max Lucado

"Mulher, eis a o teu filho." - João 19.26

O evangelho est├í cheio de desafios ret├│ricos que provam a nossa f├ę e resist├¬ncia contra a natureza humana.

"Mais bem-aventurado ├ę dar que receber." 1

"Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-; quem perder a vida por minha causa, esse a salvar." 2

"Não há profeta sem honra senão na sua terra e na sua casa.3

Mas nenhuma declara├ž├úo ├ę mais dif├şcil de entender ou amedrontadora do que a de Mateus 19.29: "E todo aquele que tiver deixado casas, ou irm├úos, ou irm├ús, ou pai, ou m├úe (ou mulher), ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receber├í muitas vezes mais, e herdar├í a vida eterna."


 
A parte sobre deixar casas e propriedades posso compreender. ´┐Ż a outra parte que me faz estremecer. A parte sobre deixar pai e m´┐Że, dizer adeus aos irm´┐Żos e irm´┐Żs, dar um beijo de despedida num filho ou filha. ´┐Ż f´┐Żcil comparar o discipulado com a pobreza ou a desgra´┐Ża p´┐Żblica, mas deixar minha fam´┐Żlia? Por que devo estar disposto a deixar meus entes queridos? Pode o sacrif´┐Żcio ficar ainda mais sacrificial do que isso?"

"Mulher, eis a´┐Ż o teu filho."

Maria est´┐Ż mais velha agora. O cabelo nas t´┐Żmporas ficou grisalho. As rugas substituiram sua pele jovem. Tem as m´┐Żos calosas. Ela criou v´┐Żrios filhos e agora contempla a crucifica´┐Ż´┐Żo do primog´┐Żnito.

Ficamos pensando quais as lembran´┐Żas que lhe passam pela mente enquanto testemunha a tortura dele. A longa viagem para Bel´┐Żm, talvez. Uma caminha de beb´┐Ż feita de palha. Fugitivos no Egito. Em casa em Nazar´┐Ż. P´┐Żnico em Jerusal´┐Żm. "Pensei que estava em sua companhia!" Li´┐Ż´┐Żes de carpintaria. Riso ´┐Ż mesa do jantar.

E aquela manh´┐Ż que Jesus chegou cedo da oficina, seus olhos mais firmes, sua voz mais direta. Ele ouvira as not´┐Żcias. "Jo´┐Żo est´┐Ż pregando no deserto." Seu filho tirou o avental, limpou as m´┐Żos e com um ´┐Żltimo olhar despediu-se da m´┐Że. Ambos sabiam que nada mais seria igual de novo. Naquela ´┐Żltimo olhar eles compartilharam um segredo, cuja extens´┐Żo era demasiado penosa para ser repetida em voz alta.

Maria aprendeu naquele dia que o sofrimento vem com a despedida. A partir daquele momento teria de amar o filho ´┐Ż dist´┐Żncia; na periferia da multid´┐Żo, do lado de fora de uma casa cheia, na praia do mar. Talvez ela at´┐Ż estivesse l´┐Ż quando foi feita a promessa enigm´┐Żtica: "E todo aquele que tiver deixado... m´┐Że... por causa do meu nome."

Maria n´┐Żo foi a primeira a ser chamada para despedir-se de seus entes queridos por causa do reino. Jos´┐Ż foi chamado para ser ´┐Żrf´┐Żo no Egito. Jonas para ser um estrangeiro em N´┐Żnive. Ana levou seu primo-g´┐Żnito para servir no templo. Daniel foi enviado de Jerusal´┐Żm para a Babil´┐Żnia. Neemias de Sus´┐Ż para Jerusal´┐Żm. Abra´┐Żo recebeu ordem para sacrificar seu pr´┐Żprio filho. Paulo teve de despedir-se da sua heran´┐Ża. A B´┐Żblia est´┐Ż unida por trilhas de adeuses e manchada por l´┐Żgrimas de despedida.


 
De fato, parece que adeus ´┐Ż uma palavra que prevalece no vocabul´┐Żrio crist´┐Żo. Os mission´┐Żrios a conhecem muito bem. Os que os enviam tamb´┐Żm a conhecem de sobra. O m´┐Żdico que deixa a cidade para trabalhar no hospital na selva j´┐Ż pronunciou essa palavra. O mesmo acontece com o tradutor da B´┐Żblia que mora longe de casa. Os que alimentam os famintos, os que ensinam os perdidos, os que ajudam os pobres, todos eles conhecem o termo "adeus".

Aeroportos. Bagagem. Abra´┐Żos. Luzes de r´┐Ż sumindo na dist´┐Żncia. "Diga at´┐Ż logo para a vov´┐Ż." L´┐Żgrimas. Esta´┐Ż´┐Żes rodovi´┐Żrias. Cais mar´┐Żtimos. "Adeus, papai." Gargantas contra´┐Żdas. Balc´┐Żes de passagens. Olhos molhados. "Escreva!"

Pergunta: Que tipo de Deus colocaria as pessoas em tal agonia? Que tipo de Deus lhes daria fam´┐Żlias e depois pediria que as deixasse? Que tipo de Deus lhes daria amigos e depois pediria que lhes dissesse adeus?

Resposta: Um Deus que sabe que o amor mais profundo n´┐Żo ´┐Ż constru´┐Żdo sobre a paix´┐Żo e o romance, mas sobre uma miss´┐Żo e um sacrif´┐Żcio comuns.

Resposta: Um Deus que sabe que somos apenas peregrinos e que a eternidade est´┐Ż bem perto e que qualquer "Adeus" ´┐Ż na verdade um "Te vejo amanh´┐Ż.

Resposta: Um Deus que tamb´┐Żm fez isso. "Mulher, eis a´┐Ż o teu filho."

Jo´┐Żo abra´┐Żou Maria um pouco mais apertado. Jesus estava pedindo que fosse o filho que uma m´┐Że precisa e que de certa forma ele n´┐Żo fora.

Jesus olhou para Maria. Sua dor tinha uma origem muito mais profunda que os pregos e espinhos. Em seu olhar silencioso eles trocaram de novo um segredo e ele disse adeus.



« voltar
 
IGREJA DO EVANGELHO ETERNO EM JOINVILLE
Rua Botafogo 377, Floresta – Joinville -SC
Fones: (47) 3028-5441 / 3025-5440 / 3028-5449 / 9944-8354
2013 © Evangelho Eterno Joinville. Todos os direitos reservados.